Escrito em por & arquivado em A bola é sua.

 

Vandick

 

ATENÇÃO: O texto abaixo foi escrito pela torcedora bicolor Eveline Rodrigues neste espaço aberto à voz da galera.

 

“Chegou a hora da verdade e quem diria, mais uma vez Vandick pode mudar nossa história..
Lembro-me de quando todos duvidavam dele e com a ajuda e apoio de Givanildo, foi lá, se superou e mudou as expectativas, hoje é ídolo. Obrigada, Vandick.
Lembro-me quando todos duvidavam dele como presidente, ele vestido de toda sua humildade foi lá, apostou no Mazola, ouviu a torcida e devolveu o Paysandu a série B. Obrigada, Vandick.
Mas infelizmente, também lembro-me quando ele não foi aceito por meia dúzia de novatos que nunca jogaram bola. Não o achavam capacitado pra atuar na diretoria de futebol do clube. Certo, ele poderia engolir ou não, né? Pois ele engoliu, mas levantou a cabeça e fez o quê? Se afastou, aceitou com sua simplicidade peculiar todas as vozes que falavam nos corredores da Curuzu e na sede “ele não é capaz..”, “ele não entende..”. Veio a jogada de mestre, Vandick se especializou, estudou, se reconstruiu e hoje é uma das figurinhas mais respeitadas do ramo do futebol, coisa boa, agora ele é craque especializado.
Pois bem, lembram da crise deste ano? Da crise que os senhores perfeitos e inalcançáveis instalaram no clube? Pois é, quem veio para salvar a pátria? O Chapolin colorado? Não, o antes despreparado e agora especializado VANDICK LIMA.
Queridos integrantes da Novos Rumos, Vandick nos devolveu a esperança, vocês só nos tiram ela. Vandick salvou o Paysandu de um rebaixamento este ano, vocês insistem em nos rebaixar moralmente.
QUEM E MAZZUCO?
Meu Deus, não é possível! Deixem Vandick trabalhar. Enfiem o ego e o orgulho de vocês no bolso, saiam da  sala, o Paysandu não é de vocês.

Chega de texto, vou terminar dizendo apenas uma coisa: Se Vandick não ficar, eu temo pelo clube, temo por 2018.
De verdade, por favor: Fica Vandick, pelo amor de Deus. Fica Vandick!” *

 

 

Um oferecimento: Academia Body In Shape.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *